quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Câmara arquiva projeto que indeniza vítimas de ataques de animais nas ruas de Cataguases

Na reunião da Câmara Municipal desta terça-feira, dia 11 de outubro, foram votados quatro projetos de lei. O primeiro deles é de autoria do Vereador Guilherme Valle de Souza criando o Banco de Leite Materno Municipal. O projeto foi considerado inconstitucional na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara e também teve parecer contrário do Procurador do Legislativo, advogado Ricardo Cadête Spíndola. O texto cria despesas para o Executivo o que é proibido pela Constituição. Durante a discussão do parecer o Vereador Vicente de Paulo Dias sugeriu mudanças na redação o que foi aceito pelo autor e, em seguida, aprovado por unanimidade. Com a nova redação o projeto de lei autoriza o Executivo Municipal a criar o Banco de Leite Materno em Cataguases.

O segundo projeto de lei votado e aprovado por unanimidade é de autoria do vereador Vicente de Paulo Dias, que institui em Cataguases o Dia Municipal da Pessoa Portadora de Deficiência. Na sequência foi aprovado, também por unanimidade, projeto do Vereador Antônio de Souza Pereira, o Antônio Boneco, instituindo o Dia Municipal do Combate e Prevenção ao Câncer de Mama.

A polêmica daquela sessão ficou por conta da votação do projeto de lei 51/2011, de autoria do Vereador José Hermaty da Veiga (foto), o Canecão, que prevê a indenização às vitimas de acidentes decorrentes dos animais soltos nas de Cataguases e Distritos, especificamente, cães e cavalos. O referido projeto chegou a ser motivo de brincadeiras já que a indenização em dinheiro para as vítimas criaria a “indústria da indenização”. No entanto, no plenário e durante sua discussão, o assunto revelou uma preocupação dos parlamentares em o município adotar com urgência medidas eficientes que coibam a presença de animais soltos nas ruas. O texto foi considerado ilegal e inconstitucional pelas comissões e pelo Procurador do Munícipio, Ricardo Spíndola, também por ser área exclusiva do Poder Executivo e por criar despesa para o município. Colocado em votação os vereadores acataram os pareceres e rejeitaram o projeto.

Foram também votados e aprovados dois requerimentos de autoria do Vereador Guilherme Valle de Souza. O primeiro requer do Executivo Municipal Relação dos Projetos de construção civil que deram entrada na municipalidade em junho de 2011 até a presente data (aprovados e em tramitação) constando data da entrada, tipo de projeto, metragem, engenheiro responsável e data da aprovação. E o segundo Requerimento quer saber se o poder Executivo está estreitando esforços junto aos governos estadual e federal para que de fato Cataguases seja contemplado com programa Aliança pela Vida, de atendimento aos dependentes químicos, já que os  investimentos previstos para 2012 ultrapassam 100 milhões de reais.

2 comentários:

  1. José Antônio Zanela13 de outubro de 2011 20:54

    Eu gostaria de sugerir aos vereadores um "Dia Municipal de Mim Mesmo" que seria em 17 de julho, dia do meu aniversário.

    ResponderExcluir
  2. Mais uma doideira desse Animal do Canecão!
    Não vou mais trabalhar, vou andar por aí chutando cachorros pra ver se um deles me ataca e eu ganho uma graninha da prefeitura... vou ficar rico!

    ResponderExcluir